O ambiente digital é dinâmico e se reconfigura constantemente. Assim também são os hackers se atualizam constantemente para promover novos ataques. E um dos seus recursos mais comum são a partir de tipos de vírus diferentes que ameaçam todo o sistema.

Desde que nos acostumamos ao mundo digital, ainda nos anos 90, que ouvimos falar dos perigos que representam os vírus nos computadores. Esses invasores fazem festa desde a época dos disquetes e continuam promovendo sérios problemas.

Portanto, os vírus são uma ameaça mais que real da qual ainda não nos livramos integralmente. Preparamos esse artigo para você conhecer três tipos de vírus que representam riscos e possibilidade de grandes estragos.

A boa notícia é que existem mecanismos para deter esses invasores e as soluções estão cada vez mais sofisticadas. Mas para isso, ter conhecimento ainda é o primeiro e mais importante passo. Vamos lá?

O que são vírus de computador afinal?

Eles datam dos anos 1980 e desde então ainda provocam muita dor de cabeça. Vírus são programas de computadores maliciosos que se autorreplicam (tal qual um vírus biológico, daí o nome) e se instalam em outros programas, causando estragos e prejuízos.

Geralmente, esses softwares maliciosos são produzidos por pessoas inescrupulosas que buscam informações, roubam senhas, privam o usuário de acesso, invadem máquinas, danificam os programas ou simplesmente destroem o sistema operacional dos computadores infectados. Por qualquer ângulo, eles só causam mal.

Como tudo no mundo da informática, eles se popularizaram rapidamente. O primeiro vírus famoso foi o Michelangelo ainda em 1992, programado para afetar o sistema MS-DOS a cada dia 06 de março, aniversário do artista italiano. Mas, nessa época, máquinas já estavam contaminadas mundo afora.

Três tipos de vírus:

Esses programinhas maliciosos agem de forma diferente e com finalidades diversas. Conheça agora três tipos de vírus que encontram as falhas de segurança no sistema e são um perigo real.

  • Worm ou Vermes

Eles são uma espécie de malwares que autorreplicam sem a necessidade de um comando humano. Sem uma função específica, parece que seu único intuito é criar cópias de si mesmo e infectar o maior número de máquinas possíveis.

Worm se propagam através de e-mails, anexos e links clicados inadvertidamente e, quanto mais espalhados, mais famosos ficam. Uma vez tendo infectado uma máquina, são difíceis de serem detectados, o que torna a sua total remoção ainda mais complexa.

  • Ransomware

Um dos tipos de vírus mais conhecidos na atualidade, os ransomware, ao infectar um computador, bloqueiam, por meio da criptografia, o acesso ao sistema ou aos arquivos pelo usuário e cobram um valor para a sua liberação.

Em outras palavras, esses programas maliciosos sequestram o acesso às máquinas e cobram um resgate para ter novamente as informações e arquivos bloqueados. Eles podem causam sérios danos a uma empresa.

Esse vírus costuma se propagar por meio de e-mails com links e anexos contaminados ou pela navegação desatenta na rede. Eles se aproveitam da vulnerabilidade dos sistemas e brechas na segurança.

  • Hijacker

Velhos conhecidos, esses vírus infectam máquinas e sequestram seu navegador, fazendo réplicas da página inicial do navegador e, a cada clique do usuário, novas janelas e pop ups se abrem indefinidamente, tornando o uso impraticável.

Geralmente, são replicados anúncios suspeitos e até pornografia são comuns. Barras de ferramentas também podem ser instaladas sem autorização. Tudo isso porque os hijackers (sequestradores) ganham dinheiro a cada clique nas páginas de publicidade.

Existem soluções

Os vírus são um mal que acompanham a própria história da informática e não temos previsão de um mundo livre deles, mas a boa notícia é que as soluções evoluem na mesma proporção.

Os antivírus são programas potentes que fazem varreduras constantemente nos sistemas e na rede em busca de neutralizar e eliminar essas ameaças. Eles se atualizam constantemente e, associados a outras medidas de segurança da informação como treinamento e backups regulares, são capazes de proteger com eficiência maquinas e redes.

São muitos os tipos de vírus que encontramos, mas existem formas de deter esse mal com ações planejadas e profissionais em segurança digital. Não precisamos ter medo, basta conhecer o problema e buscar as soluções mais assertivas.

Se você ainda tem alguma dúvida sobre como proteger melhor sua máquina, ligue e agende uma visita. Para mais informações, continue nos seguindo nesse canal.